A bancarrota da Grécia

A perda da soberania nacional grega

Dívida já passa dos 300 bilhões de euros

Em março de 2004, enquanto PASOK (ala socialista)aindaestav ocupando o governo grego, o Eurostat,Statistical Office of the European Union que traduzido é Gabinete de Estatísticas da União Européia, se recusou a validar os dados fiscais transmitidos pelo Governo grego e pediu uma revisão, como já tinha feito anteriormente por duas vezes em 2002 e, em seguida, resultando em uma revisão, que alterou o equilíbrio do governo de um excedente para um défice.

Desde 24/08/2007 a polícia grega tinha prendido dez pessoas por incêndio criminoso ou negligente, entre elas um homem de 65 anos e uma idosa no Peloponeso.

O primeiro-ministro conservador da Grécia, Kostas Karamanlis,havia afirmado:
“-O fato de que tantos focos tenham surgido ao mesmo tempo em tantos lugares não pode ser fruto do acaso”

Os incêndiaos devastaram um imenso patrimônio história grego deixando assim o país europeu devastado dando início a imensos protestos e uma dívida que para reconstruir o país não parou de crescer desde então a dívida chegou a 300 bilhões de Euros
isto é mais do que o país pode pagar nos próximos 100 anos
A Comissão da UE prevê que o déficit orçamentário do país tenha sido equivalente a 12,7% do PIB , muito acima do limite de 3% da União Europeia. As informações são da Dow Jones.

A Grécia um dos maiores impérios do mundo antigo hoje se vê naufragado em um imenso colapso econômico provocado pelo país não ter tido como ao mesmo tempo reconstruir o país de incêndios provocados e manter compromissos fundamentais que fazem a permanência da funcionalidade do setor público gerando assim uma dívida impagável
Grécia que nos tempos passados se via cheia de escravos hoje se torna escrava da economia da União Européia e vê sua soberania nacional sendo engolida por interesses de empresários que lutam por uma mega-fusão continental gerando um super estado europeu onde suas mercadores possam circular sem impostos onde os seres humanos são apenas mercadorias para alimentar suas ganâncias sem precedentes.

No ano de 2008 motins em várias cidades do país deixaram pelo menos 70 pessoas feridas. Centenas de lojas foram atacadas e saqueadas, e mais de 200 pessoas foram presas.

Salários do funcionalismo público atrasados mais insatisfações com as crescentes dívidas do governo e submissão a uma política que visa destruir sua soberania gerou um estopim com a morte do garoto de 15 anos Alexandros Grigoropoulos.

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s