Cientistas capturam antimatéria pela 1ª vez




Alguns dos conceitos básicos da física moderna sobre a matéria estão em xeque com o sucesso da pesquisa Alpha, que conseguiu armazenar antimatéria pela primeira vez na história.

O experimento, conduzido pelo Cern (Organização Europeia para Pesquisa Nuclear), conseguiu capturar 38 átomos de anti-hidrogênio por meio de uma ferramenta batizada como Atrap.

A antimatéria, como o nome sugere, se anula ao entrar em contato com a matéria, motivo pelo qual é tão difícil guardá-la para estudos.

O avanço obtido pelo Cern vai permitir o estudo aprofundado de propriedades desconhecidas da matéria, o que pode proporcionar o desenvolvimento de novos materiais.

Além disso, pesquisar a antimatéria pode revelar aos cientistas um dos mistérios do Big Bang, o fenômeno que originou o Universo.

Após a grande explosão, matéria e antimatéria deveriam ter sido produzidas em quantidades iguais – o que faria com que elas se anulassem, e não existiriam planetas, estrelas ou galáxias.

Por alguma razão desconhecida, a produção de matéria foi maior. O estudo das propriedades da anti-matéria pode explicar por que isso ocorreu

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s